segunda-feira, 17 de junho de 2013

"Saímos do Facebook".

Foto: Reprodução/ Facebook Passe Livre

O movimento que nasceu nas redes socais, saiu para as ruas em busca daquilo que há muito tempo estava entalado em nossas gargantas: melhorias em nosso país. Tudo começou com a iniciativa do Movimento Passe Livre, que luta por um transporte público de verdade, fora da iniciativa privada, e recebeu apoio de outras organizações e brasileiros que morem dentro ou fora do país.
As timelines dos últimos dias estão cercadas de fotos, mensagens de incentivo e inúmeras hashtags que estão o tempo todo nos Trends Topics do Twitter, como #VemPraRua, #OGiganteAcordou, #MudaBrasil, #SemViolência, entre outras. Nas ruas dos protestos, podemos encontrar ainda, cartazes com frases como "Saímos do Facebook", "Verás que um filho teu não foge à luta", além de pedidos para que, por um dia, todos que morem perto dos locais das manifestações deixem o seu wi-fi sem senha para que todos possam compartilhar em tempo real tudo o que está acontecendo.



Foto: Reprodução/ Dói em Todos Nós

O Instagram também serviu como manifestação contra a violência nas manifestações. O fotógrafo Yuri Sandenberg fez o ensaio "Dói em Todos Nós", onde diversos artistas, entre eles Thaila Ayala, Mayana Neiva, Carmo Dalla Vecchia, Miguel Rômulo e outros, postaram fotos na rede social em que aparecem com o olho roxo, fazendo referência à repórter Giuliana Vallone, do jornal "Folha de São Paulo", que foi atingida por bala de borracha na manifestação em São Paulo.
Foto: Google Images

Hoje, 17 de junho de 2013, foi considerado White Monday (Segunda-feira Branca), onde todos os que são a favor das manifestações, devem usar um pano branco na janela de sua casa. O nome do projeto é Vem Pra Janela! / Solidarity to Brazilian Protests - White Windows. Além disso, várias cidades brasileiras voltaram a ser palco de manifestações pelo fim da corrupção e aumento nos preços do transporte, entre outras reivindicações. Sob o lema "A luta se nacionalizou", cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Goiânia, Campinas, Florianópolis, Cascavel, Vitória, Niterói, Sorocaba e aqui, em Belém.
Belém registou hoje uma das maiores manifestações populares dos últimos dez anos na capital paraense. Um total de 15 mil manifestantes, segundo os organizadores, ou 10 mil, de acordo com a Polícia Militar, compareceram ao manifesto.
Foto: Gil Sóter/ G1 PA
O blog manifesta aqui o seu repúdio a qualquer tipo de violência e vandalismo praticado nas manifestações. Queremos mudanças, mas façamos isso pacificamente. Toda essa movimentação mostrou que não somos uma geração alienada, pelo contrário, usamos a tecnologia e as novas formas de comunicação a nosso favor e com isso temos o poder de transformar nosso país. O gigante acordou, abriu os olhos, mas que eles não se fechem novamente nas próximas eleições.


Nenhum comentário:

Postar um comentário